CRISTÃOS NORTE-COREANOS ORAM POR VOCÊ

Eles expressam como suas orações e apoio fazem toda a diferença na caminhada de fé deles 

Cristãos norte-coreanos oram por você

 A palavra de Deus: o bem mais precioso para os cristãos norte-coreanos

Este ano será um ano desafiador para a Igreja Perseguida da Coreia do Norte, pois a situação não melhorou no país, apesar das esperanças de mudança com o encontro do presidente Kim Jong-un com o presidente americano, Donald Trump. Ser cristão é tão perigoso como sempre foi. Em 2018, vários cristãos foram mortos por sua fé, mas por razões de segurança não podemos compartilhar os detalhes.

Mas, também será um ano especial de oração pela Coreia do Norte, pois o país será o tema do Domingo da Igreja Perseguida, a ser realizado no dia 16 de junho. A necessidade de orar pelo país onde os cristãos são mais perseguidos é urgente. Por isso, o DIP será um clamor pelo agir de Deus no país. O que você não imagina é que nossos irmãos norte-coreanos também oram por você.  Recebemos mensagens de gratidão de dois irmãos norte-coreanos e as compartilhamos aqui.

Um deles agradece pelos livros e outros materiais cristãos que recebeu e diz: “Eles [os materiais] são tão importantes para a igreja secreta da Coreia do Norte. Eles mexem com nosso coração. Ansiamos por receber a maravilhosa graça e misericórdia de Deus e ouvir sua voz para que possamos segui-lo. Os recursos que vocês providenciaram são instrumentos de crescimento espiritual para nossa igreja. Graças a vocês nos tornamos mais apaixonados pelo reino de Deus. Agradeço de todo coração e oro para que tudo vá bem com vocês em 2019 e que vocês experimentem as bênçãos do pai”.

O outro expressa o quanto são fortalecidos através das nossas orações: “Agradecemos ao nosso pai celestial que nos faz vencedores em todo o tempo. Quando enfrentamos dificuldades, nós as enfrentamos pelo poder da fé. Andamos no caminho da fé cantando canções de vitória. Isso só é possível através do amor e apoio de nossos cooperadores em todo o mundo. Nós nem sabemos seus nomes e nunca vimos seus rostos, mas graças a vocês podemos cantar canções de vitória”.

Fonte: Portas Abertas

Nenhum comentário.