A misericórdia de Deus

“E os filhos de Israel tornaram a fazer o que era mau aos olhos do SENHOR, e o SENHOR os entregou na mão dos filisteus por quarenta anos. E havia um homem de Zorá, da tribo de Dã, cujo nome era Manoá; e sua mulher, sendo estéril, não tinha filhos. E o anjo do SENHOR apareceu a esta mulher, e disse-lhe: Eis que agora és estéril, e nunca tens concebido; porém conceberás, e terás um filho. Agora, pois, guarda-te de beber vinho, ou bebida forte, ou comer coisa imunda. Porque eis que tu conceberás e terás um filho sobre cuja cabeça não passará navalha; porquanto o menino será nazireu de Deus desde o ventre; e ele começará a livrar a Israel da mão dos filisteus. Então a mulher entrou, e falou a seu marido, dizendo: Um homem de Deus veio a mim, cuja aparência era semelhante de um anjo de Deus, terribilíssima; e não lhe perguntei donde era, nem ele me disse o seu nome. Porém disse-me: Eis que tu conceberás e terás um filho; agora pois, não bebas vinho, nem bebida forte, e não comas coisa imunda; porque o menino será nazireu de Deus, desde o ventre até ao dia da sua morte.” (Juízes 13: 1 a 7)

Esta passagem relata o nascimento de um homem escolhido e separado por Deus em um chamado de nazirenato (pessoa consagrada a Deus) desde o ventre de sua mãe.

Devido a consagração do nazirenato, a mãe de Sansão, durante a gravidez, deveria abster-se de certos alimentos como carnes e bebidas fermentadas, não poderia cortar o cabelo e tocar em cadáveres, do mesmo modo, Sansão deveria permanecer separado e consagrado até o dia de sua morte.

O nazireu tinha uma responsabilidade de dar testemunho de seus atos, porque ele era separado, mas Sansão não teve zelo com seu chamado. Todo homem que segue a palavra de Deus não tropeça! Aqueles que tem um chamado devem cumprir o seu chamado, pois, não foi um homem qualquer quem o chamou, foi Deus.

Deus capacitou Sansão lhe dando força para proteger o povo de Israel, em toda a bíblia não há registros de outra pessoa que tenha se destacado como ele pela força que vinha de Deus. Quando somos separados por Deus, nós recebemos autoridade e força para lutar em seu nome.

Através da força física que Deus tinha dado a Sansão,  ele pode lutar contra homens e animais destruindo todos eles, nada poderia detê-lo, porque a força dele vinha de Deus, apenas uma coisa poderia enfraquece-lo, a falta de obediência e o desleixo com o chamado de nazirenato.

A santidade nos aproxima de Deus, Sansão cumpriu parte de seu chamado, mas no meio do caminho retrocedeu e deixou de cumprir com os deveres de um nazireu conforme a lei de Moisés e cometeu erros sem medir as consequências, o que lhe custou a vida.

1º erro, não ouvir o conselho dos pais – quando Sansão rejeitou os conselhos de seu pai e de sua mãe, ele deixou de honrá-los, perdendo a razão diante de Deus. (Juízes 14: 2 e 3)

“Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o SENHOR teu Deus te dá.” (Êxodo 20: 12)

“Filho meu, guarda o mandamento de teu pai, e não deixes a lei da tua mãe;” (Provérbios 6: 20)

Ele não observou a palavra de Deus e entrou em prejuízo. Nós fomos enxertados na videira verdadeira e nela não há erros, quando nós precisamos de algo, devemos buscar no Senhor, pois, a sua palavra já mais volta vazia. Quando nós colocamos nossas vidas diante do altar de Deus, Ele responde!

2º Erro, casar com a filha do inimigo – Sansão foi a terra de Timante, terra dos filisteus, apaixonou-se por uma filisteia com a qual se casou. Ele escolheu se casar com o inimigo. É o santo andando com o profano, não tem como ambos se misturar, é como água e óleo, é julgo desigual. Sansão tinha a identidade de Deus, mas ele escolheu se associar com o inimigo, e os danos foram irreparáveis em sua vida! (Juízes 14: 1 e 2)

3ª Erro, tocar em um morto – ele matou um leão, alguns dias depois, voltou ao local e na carcaça daquele leão havia uma formação de mel, ele viu, se agradou, comeu e ainda repartiu com seus pais sem lhes falar a procedência daquele mel. De acordo com a lei de Moisés, o nazireu jamais poderia se aproximar ou tocar em um morto. Nós devemos nos afastar de tudo aquilo que nos enfraquece diante de Deus, o pecado jamais pode tomar o lugar da santidade. Se buscamos a santidade nós teremos autoridade de Deus, nós demonstramos nossa fé quando nos dispomos em favor de Deus. Nós como igreja do Senhor e embaixadores de Cristo na terra, devemos andar na contramão do mundo. ! (Juízes 14: 8)

4º Erro, se prostituiu – ele se deitou com uma prostituta chamada Dalila, o voto de nazireu diz que ele não poderia tocar em algo impuro, como neste caso, se deitar com um prostituta. Nos nossos dias se prostituir não é apenas se deitar com uma pessoa, se prostituir significa substituir as coisas de Deus pelas coisas do mundo, isso é prostituição e idolatria. (Juízes 16: 1 a 4)

5º Erro, confiar na pessoa errada – ele revelou a seu inimigo de onde vinha a sua força, após ser importunado por uma mulher. Isso nos mostra que nosso inimigo irá investir de todas as maneiras para nos roubar e nos tirar da posição. A força do crente vem do Senhor. (Juízes 16: 16 a 17)

6ª Erro, sua cabeça foi raspada – após revelar seu segredo, sua cabeça foi raspada e a presença de Deus o deixou. Quando nós perdemos a presença de Deus em nossas vidas, nós não temos como reagir, nós nos tornamos vulneráveis. (Juízes 16: 17 a 20)

Após a sucessão de erros e desobediências cometidos por Sansão, ele teve que arcar com as consequências, perdeu a força que vinha de Deus, foi preso pelos filisteus, sua cabeça foi raspada, seus olhos foram feridos e ele perdeu a visão. Sua “nova vida” era motivo de chacota para seus inimigos, ele foi forçado a trabalhar puxando um moinho, como um animal amarrado. Tudo isso que ele passou foram as consequências da desobediência.  (Juízes 16: 20 e 21)

Os erros marcam nossas vidas e muitas vezes por decisões que tomamos erroneamente, mas nós temos um Deus misericordioso, não importa o nosso pecado, se nos arrependermos e pedirmos perdão e nos entregarmos a Ele de todo o nosso coração, Ele em sua infinita misericórdia nos perdoará, porém, as consequências de nossos erros nós teremos que arcar. Não devemos tomar decisões permanentes por causa de problemas temporários, pois, as consequências virão.

Sem santidade ninguém verá a Deus, se santidade não for nossa prioridade, automaticamente nós perderemos a presença de Deus em nossas vidas.

Sansão ao ver seu cabelo começar a crescer, nasceu dentro dele uma esperança, ele orou a Deus pedindo que Deus se lembrasse dele só mais uma vez e desse a ele força suficiente para acabar com a vergonha dele por tudo o que lhe havia sucedido e para que ele pudesse destruir todo o palácio onde todos estavam. Deus lhe deu uma nova chance e ouviu o clamor de Sansão, lhe restaurou as forças e todo o império dos filisteus foi a ruínas, todos morreram inclusive Sansão. (Juízes 16: 22, 28 a 30)

Que possamos colocar diante de Deus a nossa oração e que possamos alcançar as misericórdias do Senhor em nossas vidas. Sansão errou, mas se arrependeu, que assim como ele, nós possamos nos arrepender de nossos maus caminhos, pois, sem Deus nada podemos fazer. Pense nisso!!!

 

Pastor Luciano, Culto da Unção , dia 05/12/13

 

Transcrito por Aline Melo

Nenhum comentário.